Energia Solar

Você está aqui: Home / Energia Solar

É A ENERGIA PROVENIENTE DA LUZ E DO CALOR DO SOL

Ela pode ser utilizada através de diferentes tecnologias  como o aquecimento solar, a energia solar fotovoltaica, a energia heliotérmica entre outras.

A E-sol Brasil trabalha exclusivamente com ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA para a geração de eletricidade e também com a ENERGIA SOLAR TÉRMICA para o aquecimento de água. Essas duas tecnologias são as mais comuns para aplicações em empreendimentos residenciais, empresariais e industriais, permitindo a redução nos custos com energia elétrica.

 

Abaixo explicamos de maneira simples como essas tecnologias funcionam e como elas podem ser aplicadas.

 

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA

Esta tecnologia funciona transformando as luz do Sol em corrente elétrica, por isso nome Fotovoltaica: Foto (Luz) e Voltaica (Volts).

A energia elétrica produzida pelos módulos fotovoltaicos precisa ser utilizada imediatamente ou então armazenada em baterias, para que se tenha o máximo de aproveitamento desta fonte de energia, caso contrário ela se perde.

Considerando essa condição para se trabalhar com a tecnologia fotovoltaica é necessário definir qual vai ser a aplicação, para que o engenheiro eletricista possa dimensionar o sistema da maneira mais adequada para o seu projeto.

Basicamente existem dois modelos de aplicação da Energia Solar Fotovoltaica, que são os Sistemas GRID-TIE, também conhecidos como Sistemas Conectados, onde a energia produzida é injetada na rede da sua concessionária de energia local. A outra aplicação é o Sistema OFF-GRID, conhecido como Sistema Isolado, onde a energia produzida pelas placas solares são armazenadas em baterias. Veja abaixo os detalhes de cada aplicação.

 

SISTEMAS CONECTADOS   (Grid Tie)

Neste modelo a energia produzida pelo sistema fotovoltaico é consumida na unidade geradora e o excedente é injetado na rede da concessionária de energia, gerando créditos em kWh que vão ser compensados no consumo durante a noite. Quando a produção da energia em kWh/mês é maior que o consumo, o cliente acumula crédito de energia que pode ser usado em até 36 meses.

Você receberá uma compensação em kWh pela energia excedente injetada na rede,  ou seja, você pagará por mês somente o valor da diferença entre a energia consumida da rede pública e o que foi gerado e injetado pelo seu sistema.

Sistemas conectados são a melhor opção para quem tem acesso à rede elétrica, pois a instalação do sistema tem impacto direto na conta de energia.

Essa possibilidade surgiu em Abril de 2012 quando a ANEEL publicou a Resolução Normativa 482/2012.  Internacionalmente esse sistema é conhecido como net metering.

APLICAÇÕES

Ideal para residências, empresas ou indústrias que desejam gerar a própria energia e reduzir de maneira permanente os custos com eletricidade, com reduções na conta de até 95%.

 

VANTAGENS

BAIXO CUSTO DE MANUTENÇÃO
O sistema de energia solar exige pouca manutenção. Basicamente a exigência é limpar os módulos periodicamente para evitar a queda de eficiência do sistema.

VIDA ÚTIL DE 25 ANOS
Os módulos fotovoltaicos tem garantia de25 anos e os sistemas podem chegar a gerar energia por mais de 30 anos.

ENERGIA LIMPA E RENOVÁVEL
Utilizar o Sol para gerar energia é uma solução inteligente e sustentável, pois assimvocê contribui com a matriz energética dopaís e tem um gerador de energia infinito que trabalha todos os dias.

UM ÓTIMO INVESTIMENTO
Com um sistema ligado na rede você vai ter redução direta na sua conta de energia,além de ficar livre dos índices de inflaçãono preço da energia.

 

 

SISTEMAS ISOLADOS   (Off Grid)

Em sistemas isolados a energia gerada pelo Sol é armazenada em baterias estacionárias, que vão servir como fonte de energia durante a noite ou quando não houver irradiação solar. Caso haja algum equipamento elétrico ligado ao sistema durante o dia, a energia vai ser consumida imediatamente para o funcionamento dos aparelhos.

Os sistemas isolados são amplamente utilizados para aplicações onde não pode haver falta de energia, porém tem custo mais alto devido a utilização de baterias. A utilização deste sistema normalmente é feita em áreas rurais, ranchos e outros locais que não tem acesso à rede pública de energia ou iluminação.

 

APLICAÇÕES

  • Casas Rurais
  • Ranchos
  • Bombas d’água
  • Postes de Iluminação
  • Repetidores de sinal e micro-ondas
  • Mini-redes

 

 

ENERGIA SOLAR TÉRMICA

O uso de  energia solar para aquecimento de água já é uma velha conhecida dos brasileiros e permite captar o calor do sol para esquentar a água do chuveiro, de torneiras e também de piscinas.

Um sistema de aquecimento de água por energia solar basicamente é composto pelas placas, que são chamadas de Coletores Solares e pelo reservatório térmico, conhecido como Boiler.

 

As placas coletoras são responsáveis pela absorção da radiação solar. O calor do sol, captado pelas placas do aquecedor solar, é transferido para a água que circula no interior de suas tubulações de cobre.

O Boiler é o recipiente para armazenamento da água aquecida. Ele é composto por cilindros de cobre, inox ou polipropileno, isolados termicamente e conservando a água aquecida para consumo posterior. Uma caixa de água fria alimenta o reservatório térmico do aquecedor solar, mantendo-o sempre cheio.

Em sistemas convencionais, a água circula entre os coletores e o reservatório térmico através de um sistema natural chamado termossifão. Nesse sistema, a água dos coletores fica mais quente e, portanto, menos densa que a água no reservatório. Assim a água fria “empurra” a água quente gerando a circulação.

A circulação da água também pode ser feita através de motobombas em um processo chamado de circulação forçada ou bombeado, e são normalmente utilizados em piscinas e sistemas de grandes volumes.

 

O Coletor Solar

Quando os raios do sol atingem os coletores eles esquentam as aletas que são feitas de cobre ou alumínio e pintadas com uma tinta especial e escura que ajuda na absorção máxima da radiação solar. O calor passa então das aletas para os tubos (serpentina) que geralmente são de cobre. Daí a água que está dentro da serpentina esquenta e vai direto para o reservatório do aquecedor solar.

O número de coletores a ser usado numa instalação depende do tamanho do reservatório térmico, mas pode também variar de acordo com o nível de insolação de uma região ou até mesmo de acordo com as condições de instalação.

 

O Reservatório Térmico

O reservatório térmico é como uma caixa d’água especial que cuida de manter quente a água armazenada no aquecedor solar . Esses cilindros são feitos de cobre, inox, ou polipropileno e depois recebem um isolante térmico. A maioria dos modelos de reservatórios térmicos vem com sistema de aquecimento auxiliar elétrico, mas podem ser fabricados com sistema auxiliar a gás ou até mesmo sem esse recurso.

Os modelos de reservatórios térmicos variam de 100 a 20 mil litros e o tamanho do seu reservatório térmico, é calculado de acordo com os seus hábitos de consumo. No dimensionamento do aquecedor solar é preciso saber quantas pessoas vão usar o sistema diariamente, a duração média e a quantidade de banhos diários, quantos serão os pontos de uso de água quente, ou a dimensão da piscina, e assim por diante.

 

O Sistema Auxiliar de Aquecimento

Para garantir que nunca haverá falta de água quente, todo Aquecedor Solar traz um sistema auxiliar de Aquecimento.

Esse sistema auxiliar é acionado quando o tempo fica muito nublado ou chuvoso por vários dias, ou quando a casa recebe visitas e o número de banhos fica acima do dimensionamento inicial.

Outra opção é usar o chuveiro elétrico normalmente, sem complicações. Mas a verdade é que com o nível de insolação do Brasil, o sistema auxiliar de Aquecimento é acionado apenas poucos dias por ano.